Brasileiro otimista com Cadastro Positivo
Pesquisa mostra que 82% da população confia nessa modalidade de avaliação 31/08/2011 07:08
Pesquisa realizada pela Boa Vista Serviços, administradora do SCPC, mostra que 82% dos entrevistados avaliam o Cadastro Positivo de maneira otimista. O levantamento nacional foi realizado entre os dias 15 e 19 de agosto de 2011, em parceria com a APPM (empresa especializada em pesquisa), com 1.300 pessoas de todas as classes sociais em 709 municípios.

O levantamento, denominado "A Expectativa do Brasileiro sobre o Cadastro Positivo", mostrou que 88% dos pesquisados consideram que a novidade será importante para o reconhecimento dos bons pagadores; e 79% acreditam que, com ele, o acesso ao crédito será facilitado.

O estudo apoiou-se numa etapa preliminar realizada em maio - portanto, antes da aprovação da lei do Cadastro Positivo. Na comparação com a pesquisa de agosto, surge claramente um aumento expressivo do conhecimento sobre o tema. Em maio, 11% afirmavam saber o que era o Cadastro Positivo, índice que saltou para 28% depois da lei sobre o assunto.

O Cadastro Positivo é valorizado, segundo a pesquisa, pois os futuros aderentes o consideram ferramenta de reconhecimento e prestígio ao bom pagador. Esse ponto é importante para o consumidor, posto que o estudo da Boa Vista Serviços mostra que, entre os sonhos dos brasileiros - principalmente nas classes C, D e E - destaca-se crédito facilitado para aumentar o poder de compra de bens até então inacessíveis.

O Cadastro Positivo é considerado importante ferramenta para que o acesso de classes mais baixas à créditos esse acesso seja ampliado. O levantamento mostrou que praticamente 80% dos entrevistados nas classes D e E não têm carteira assinada, e 61% não podem comprovar renda. O percentual de pessoas que não conseguem documentar endereço e número de telefone fixo é, nessas classes, quase o dobro da média da população.

O Cadastro Positivo foi implantado pelo Projeto de Lei 12.414, sancionado pela presidente Dilma Rousseff em 9 de junho de 2011. A nova lei estabelece que o consumidor deve autorizar formalmente a inserção de suas informações no banco de dados em que são registrados os compromissos financeiros e de pagamentos relativos às operações de crédito e obrigações de pagamento liquidadas ou em andamento.

A aprovação em relação ao Cadastro Positivo cresce à medida que o consumidor tem mais informações sobre o assunto. A comparação das respostas antes e depois de serem informados sobre o tema mostra de maneira clara essa diferença. Entre os entrevistados, 43% dos que consideravam a novidade "regular" passaram a avaliá-la como " ótimo e bom" depois de receber as informações. Além disso, 15% dos que a consideravam "ruim ou péssima" passaram a avaliá-la "ótima" ou "boa". Adicionalmente, 59% dos que inicialmente não souberam avaliar o Cadastro Positivo passaram a considerá-lo, depois de informados sobre o assunto, como "ótimo" ou "bom".

De acordo com Dorival Dourado, presidente da Boa Vista Serviços, "o Cadastro Positivo será um incentivo para o consumidor ter e manter seu nome livre de débitos, diferenciando-se no mercado de consumo. A médio e longo prazo, acreditamos que isso irá gerar um círculo virtuoso em que todos se beneficiarão:   consumidor, empresas, sociedade, cenário macroeconômico, resultando na inauguração de uma nova era de consumo em nosso país", conclui.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
  • TVip »
Total de vídeos: »
http://www.portalcreditoecobranca.com.br