O que acontece agora?
A dúvida que fica, com aumento das taxas de juros, é qual será o real impacto no mercado de crédito 25/07/2014 11:17
» Cláudio Gonçalves
O que deve acontecer no mercado de crédito com a elevação das taxas de juros? A expectativa, segundo Cláudio Gonçalves, professor do curso de administração da Universidade Anhembi Morumbi, é que consumidor recue a tomada por crédito e que as instituições financeiras, por sua vez, se tornem mais rigorosas.  Em entrevista exclusiva, Gonçalves fala sobre esse cenário, além de ressaltar as consequências desse aumento.

Portal Crédito e Cobrança - Como o aumento nas taxas de juros das operações de crédito afeta o mercado de crédito?
Gonçalves - De duas formas: o lado da demanda, com os agentes tomadores de crédito adiando seus projetos e consequentemente a tomada de crédito; e o lado da oferta, com os bancos com receio de "calote" diminuindo as linhas de crédito, alocando recursos para suas tesourarias, com isso, optam por obter ganhos em aplicação com títulos públicos (financiando o governo), sem risco, em detrimento ao financiamento da atividade produtiva.

De que forma esse aumento impacta no comportamento do consumidor?
Para o consumidor, o aumento na taxa de juros básica da economia (Selic), se reflete em aumento na taxa de juros na tomada de crédito. Linhas de crédito para o consumidor final ficam mais caras, como CDC, cheque especial, crédito rotativo e outras linhas.

Quais são as principais linhas de crédito com elevação?
Todas dos bancos comerciais, financeiras e administradoras de cartão de crédito. O aumento depende do agente financeiro, se banco ou financeira. Nos bancos, os aumentos foram de 0.04% a 0.06%. Nas financeiras de 0.05% a 0.50%. Sempre que ocorre aumento na taxa básica de juros da economia, todos os agentes financeiros precisam atualizar as taxas para preservar seus ganhos em ambiente com taxa de juros básica maior. Lógica do sistema: não existe almoço grátis.

A inadimplência é um reflexo desse aumento nas taxas de juros ou a causa dele?
A inadimplência é consequência. Com altas taxas de juros, é evidente que o risco de inadimplência aumenta. Em cenário de risco de maior inadimplência, os bancos retraem o crédito e preferem financiar o governo através da compra de títulos da divida publica.

Esse aumento é reflexo da cautela das instituições financeiras?
O aumento da inadimplência é resultado de dois fatores: taxas elevadas e redução da atividade econômica. Com menos atividade econômica, os empresários reduzem seus ganhos e consequentemente ficam inadimplentes com seus compromissos de dívida.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
  • TVip »
Total de vídeos: »
http://www.portalcreditoecobranca.com.br