Foco no sênior digital
Fintech de crédito cria plataforma pensada para atender necessidades do público acima dos 65 anos 12/02/2020 12:40
» Patricia Soares
Pesquisa do IBGE aponta que a população brasileira com 65 anos de idade ou mais cresceu 26% entre 2012 e 2018. Além disso, os dados comprovam que os idosos estão vivendo mais, tornando público alvo de diversas empresas e setores da economia. Uma delas são as fintechs para seniors, empresas que aproveitam a transformação digital no setor bancário, mas direcionam essa inovação para um público mais resistente à tecnologia. Um exemplo de empresa nesse ramo é a Prestho. A plataforma surgiu para facilitar o acesso ao crédito consignado 100% digital para os "seniores digitais" - categoria segmentada, com desejos e necessidades específicas, que demanda um olhar diferenciado.

"A Prestho é uma plataforma de empréstimo consignado que funciona 100% online e com o objetivo de atender servidores federais, aposentados e pensionistas do INSS. O cliente contratar o serviço de forma online - sem restrição de horário, local ou dia. É possível, por exemplo, adquirir um empréstimo consignado em um domingo ou de madrugada, vantagem que o sistema bancário tradicional no Brasil ainda não oferece", explica a CEO, Patricia Soares.

Com o objetivo de promover o melhor atendimento e usabilidade, a Prestho investiu em uma plataforma personalizada, pensada exclusivamente na navegação dos seus usuários. Ela é didática com formato e linguagem simples para promover transparência e agilidade. Segundo Diego Andrade, CTO da fintech, foram dedicados vários meses de estudos para que a empresa pudesse entregar a melhor experiência possível para o público sênior. Os diferenciais vão desde o tamanho da fonte, até as cores e a personalização dos canais de atendimento. "Estudamos durante 12 meses a experiência do usuário sênior no mundo digital. Somente após este período, a Prestho foi ao ar."

Ele conta que a empresa queria entregar algo que de fato fizesse sentido para esse público. "Logo no início dos testes, percebemos o quanto a terceira idade é carente de tecnologia e o quanto eles desejam aprender e estar inseridos nesse universo. Também ficamos surpresos com o comportamento dos seniores digitais. Desde que a plataforma foi lançada, do total de simulações de crédito realizadas, 42% foram feitas fora do horário comercial ou bancário, e muito aos domingos. Além disso, é comum simulações por pessoas com mais de 60 anos serem feitas entre 1h e 5h da madrugada, mostrando um enorme potencial nesse mercado", completa Diego. Hoje, além da plataforma, o usuário pode também simular e contratar uma operação de empréstimo consignado por outros canais, como messenger, chat online, whatsapp.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
Inovação com visão de customer employee
Daniela
Veraque
exibições: 2936
00:00:50
Melhores práticas compartilhadas
Daniela Cardim
Profarma Specialty
exibições: 65
00:00:43
Total de vídeos: » 1.222
http://www.portalcreditoecobranca.com.br