Custo menor, mais vantagem?!
Diretor da Racon destaca taxas mais baixas do consórcio em relação ao financiamento 07/06/2013 12:07
» Guiny Nevux
Antes de optar por um consórcio ou financiamento, as pessoas precisam levar em conta a diferença entre as taxas das duas modalidades. "É preciso considerar as taxas abusivas que os bancos praticam na hora de liberar uma linha de crédito pelo financiamento, pois, no consórcio não há juros, e sim uma taxa de administração mais o Seguro Prestamista", defende Guiny Nevux, diretor comercial da Racon Consórcios.

Ele explica que o consórcio é um grupo de pessoas que se autofinanciam e programam a retirada de um bem, sem juros, com apenas uma taxa de administração, enquanto o financiamento, além dos juros, exige uma entrada de, no mínimo 20%. "Embora precise programar a retirada com grupos especiais e dar um lance em torno de 20% a 30% para a retirada, o consórcio tem mais vantagem por não ter juros abusivos, como em uma linha de financiamento, com taxas em torno de 13% ao ano", declara o executivo. Segundo ele, no consórcio, a taxa é de 1,26% ao ano, ou seja, o custo se eleva mais na compra de um imóvel financiado.

Segundo o diretor, o consórcio tem crescido, em média, de 20% a 30% em sua procura, pela vantagem com relação aos valores. "Hoje, com as normas do Banco Central que fiscaliza as administradoras de Consórcio, tem exigido muito, e as pessoas estão pesquisando mais e procurando uma taxa diferenciada do mercado", conta. Apesar do crescimento notório do consórcio, o financiamento ainda é o mais procurado pelos consumidores, segundo Nevux, devido à rapidez com que o crédito é liberado. "As pessoas pagam juros desnecessário, pois poderiam poupar e direcionar os seus investimentos no consorcio e aguardar um pouco mais", conclui.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
  • TVip »
Total de vídeos: »
http://www.portalcreditoecobranca.com.br